ORIXÁS Deuses Africanos, Guias Espirituais, Entidades do Canbomblé …

ORIXÁS Deuses Africanos, Guias Espirituais, Entidades do Canbomblé …

Oxóssi é o Deus das matas. As pessoas que nascem sob a proteção deste Orixá são calmas, audaciosas e normalmente têm
muitos amigos. Além disso, são também simpáticas e
atenciosas. Este santo é um grande aliado para quem deseja
ter harmonia na vida. Além de deus das matas, este orixá
também é considerado o protetor da caça e da agricultura. A
sua personalidade é marcada pelo espírito de liberdade e
independência que possui. Como Orixá, o seu trabalho
principal é a garantia da vida dos animais para que eles
possam ser caçados e servir de alimentos aos seres humanos.
A figura de Oxóssi geralmente está ligada a pessoas
jovens, espertas, de raciocínio rápido. A vaidade é uma de
suas características mais marcantes, embora não chegue ao
extremo de apenas gostar do luxo e da sofisticação. Seus
filhos têm grande capacidade de concentração e atenção,
aliadas a uma firme determinação e paciência para alcançar
seus objetivos. Eles sofrem com falsas amizades, pois são
muito verdadeiros e leais.

Dia da Semana: Quinta-feira
Saudação: Okê, ou Okê Arô!
Cores: Verde e Azul Claro
Símbolo: Ofá (Arco e flexa), lanças e demais objetos de caça
Alimento Principal: Axoxo ( milho cozido )

OGUN
Ogun é o Orixá do ferro e da guerra. O grande guerreiro que
dá a seus filhos muita vontade de lutar pelo que deseja e um
grande poder de conquista. Nos assuntos do coração,
adora tomar a iniciativa. Rege as pessoas impulsivas e
temperamentais. É o protetor dos militares e dos
combatentes em geral. Uma série de profissões são
relacionadas a este Orixá, como barbeiros, marceneiros,
carpinteiros, escultores, mecânicos, metalúrgicos,
motoristas, engenheiros, entre outros. Este Orixá é
considerado o dono dos caminhos e das ligações entres
diferentes locais. Falar em Ogun envolve o conceito de honra
e de se dizer a verdade acima de qualquer suspeita. Seus filhos são
conquistadores e impulsivos. Apreciam novidades e não gostam
de se fixar num mesmo lugar, pois adoram correr o mundo.
Sua energia precisa ser descarregada na prática de esportes
ou de qualquer outra atividade que necessite do desgaste
físico, pois do contrário poderá aumentar a instabilidade
do seu humor.

Dia da Semana: Terça-feira
Saudação: Ogunhê!
Cores: Azul escuro e vermelho
Símbolo: A espada, o ferro
Alimento Principal: Inhame , feijão preto, feijão fradinho e milho torrado.

Xangô é um Orixá forte, inteligente e criativo. As pessoas
que tem sua proteção podem se considera vencedoras.
Costumam tomar decisões certeiras graças à audacia e à
justiça que possuem. Gostam de receber elogios pelas coisas
que fazem. Xangô também é considerado o Orixá do fogo, já
que é poderoso, autoritário e inspira respeito por aonde
passa. Extremamente sensual, ele teve três esposas: Iansã,
Oxum e Obá. Como nunca se sentia derrotado, toda sua
conquista era realizada de peito aberto. Seu senso de
justiça é representado pelo raio e pelo trovão. Embora
passe uma imagem repressiva, Xangô sempre soube separar o
bem do mal. A mentira e a falsidade são coisas que seus
filhos não admitem. Mesmo autoritários e dominadores, sabem
muito bem saparar o certo do errado e adoram curtir prazeres
que a vida oferece. Diante de qualquer problema, às vezes chegam
a criar inimizades pela maneira franca de dizer tudo o que
pensam. Mas mesmo assim, são adorados pela maioria das
pessoas.

Dia da Semana: Quarta-feira
Saudação: Kaô Kabiesilê
Cores: Vermelho e branco
Símbolo: Oxé ( machado de duas laminas )
Alimento Principal: Amalá

Para algumas pessoas, este Orixá está relacionado à
figura brincalhona de um menino irresponsável, que se diverte
com suas próprias armações e confusões.
Outras, associam Exu a uma figura temível, perigosa e que
está sempre fazendo o mal. Diante dessas contradições, o
orixá é considerado o mais humano de todos: tem seu lado
mau, mais também o bom. Qualquer ligação entre os seres
humanos e o mundo astral é feita através de Exu. Nos
jogos de búzios, os orixás respondem às perguntas, mais é
Exu quem traduz as responstas. Ele é o intermediário
entre os demais Orixás e a leitura. Seus filhos têm como
características uma personalidade que oscila entre o bem e
o mal. Possui uma certa ironia e às vezes trata os
assuntos no tom do deboche. Por serem muito comunicativos,
conseguem uma posição de destaque na vida social.

Dia da Semana: Segunda-feira
Saudação: Laroiê!
Cores: Preto e vermelho
Símbolo: Agô ( um bastão adornado com cabaças e búzios )
Alimento Principal: Pade (Farinha de mandioca com azeite de dendê)

Como Oxóssi, Ossaim é um orixá diretamente ligado
às florestas. A diferença é que ele é uma
divindade que tem o domínio das ervas e o poder da
cura, enquanto que Oxóssi está relacionado à
alimentação. Por ter a responsabilidade de proteger o
conhecimento científico e a Medicina, Ossaim é o
patrono dos profissionais que trabalham na área da saúde.
As pessoas consideras filhas deste Orixá, num momento de
necessidade nao gostam de pedir ajuda. São muito orgulhosas,
embora cordiais e dedicadas aos amigos. Seus desejos são
sempre realizados, pois lutam com todas as forças para
alcançar seu ideal. Como são muito equilibradas,
sabem controlar os nervos para não se envolver em problemas.

Dia da Semana: Terça e Quinta-feira
Saudação: Eu, Eu Assa!
Cores: Verde e branco
Símbolo: Lança com passaros na ponta em forma de leque, Cabaça ( com suas ervas )
Alimento Principal: Milho, Arroz, Abóbora moranga

Este Orixá é apontado como o aspecto jovem de Oxalá.
Oxaguian, “o moço”, na sua forma “guerreira” de
Oxalá. Orixá do dinamismo e movimento construtivo. Seu
domínio são as lutas diárias por sustento e trabalho e a
paz. Oxaguian incentiva o trabalho e a superação. É o
provedor, é o guerreiro da paz. Nunca entra numa batalha
para perder, sempre ganhando suas lutas e superando quaisquer
obstáculos. Os filhos de Oxaguian são valentes, guerreiros,
combativos, geniosos, intuitivos , são instáveis,
têm caráter romântico e são sensuais, não desprezam o
sexo e cultivam o amor livre. Gostam profundamente da
vida, são faladores e brincalhões. Ao mesmo tempo são
idealistas, defensores dos injustiçados, dos fracos e dos
oprimidos.

Dia da Semana: Sexta-feira
Saudação: Epiê bàbá!!!
Cores: Branco e azul claro
Símbolo: Espada e mao de pilão
Alimento Principal: Inhame pilado

Este Orixá é apontado como o aspecto jovem de Oxalá.
Oxaguian, “o moço”, na sua forma “guerreira” de
Oxalá. Orixá do dinamismo e movimento construtivo. Seu
domínio são as lutas diárias por sustento e trabalho e a
paz. Oxaguian incentiva o trabalho e a superação. É o
provedor, é o guerreiro da paz. Nunca entra numa batalha
para perder, sempre ganhando suas lutas e superando quaisquer
obstáculos. Os filhos de Oxaguian são valentes, guerreiros,
combativos, geniosos, intuitivos , são instáveis,
têm caráter romântico e são sensuais, não desprezam o
sexo e cultivam o amor livre. Gostam profundamente da
vida, são faladores e brincalhões. Ao mesmo tempo são
idealistas, defensores dos injustiçados, dos fracos e dos
oprimidos.

Dia da Semana: Sexta-feira
Saudação: Epiê bàbá!!!
Cores: Branco e azul claro
Símbolo: Espada e mao de pilão
Alimento Principal: Inhame pilado

Oxalá é o pai de todos os Orixás, ele oferece ajuda a todos
nos momentos de dificuldade. Este Orixá possui uma capacidade
incrível de argumentação, além de muita
simpatia. Destaca-se, ainda, por sua inteligência e por seu
forte poder de auxiliar as pessoas quando necessitam. Segundo a cultura
afro-brasileira, é o primeiro orixá e também o
responsável pela criação da vida na terra. Generoso e
possuidor de muita sabedoria, ele teria ficado encarregado
de fazer as esculturas da criação dos seres humanos. Porém,
estava proibido de beber vinho ou azeite-de-dendê. Por
desobedecer esta regra, algumas pessoas saíram com deficiência
física. Os filhos de Oxalá são considerados calmos e
pacientes. Muito extrovertidos e amigos, raramente fazem inimizades
e se entregam de corpo e alma nas relações. Mas quando
perdem a calma ou mesmo quando sua confiança é traida,
qualquer tipo de argumento será inútil para reconquistar
sua amizade.

Dia da Semana: Sexta-feira
Saudação: Epa Baba Oxalá, Axé!
Cores: Branco
Símbolo: Oparoxô (cajado)
Alimento Principal: Ebo ( canjica branca )

Oxumaré é o Deus da duplicidade, da beleza e das artes. Este
Orixá dono de uma personalidade forte, muitas vezes é
genioso. Ele normalmente é invocado para a proteção
dos amantes e na resolução de todos os problemas
sentimentais. É dificil definir as características
de Oxumaré, pois ele representa duas personalidades ao
mesmo tempo, o positivo e o negativo. Como metade do ano é
homem e na outra é mulher, este Orixá representa
a oposição de tudo, o certo e o errado e o arco-iris.
Quando está vivendo seu lado “cobra”, mostra a sua
agressividade e quando é “arco-iris” representa o fim
da tempestade, dos momentos de tensão. Cheias de
mistérios, as pessoas consideradas filhas deste Orixá
não gostam de falar de suas intimidades e preferem ficar
recolhidas no seu canto. Dinâmicas em tudo, são sempre
requisitadas para desempenhar tarefas que exijam atenção.
Não suportam intrigas, falsidades e agem com prudência
em todas as situações.

Dia da Semana: Terça-feira
Saudação: Arrumbobô Oxumaré!
Cores: Amarelo, verde, preto e vermelho
Símbolo: Serpente, Arco-Iris
Alimento Principal: Batata doce e ovos

Omulu também conhecido como Obaluaiê velho é um orixa que oferece aos seus filhos poderes de decisão para
enfrentar os momentos mais difíceis, além de possuir
interesse forte pelo misticismo e tudo o que é oculto.
Em algumas tribos africanas, Omulu é conhecido como o Obaluaiê
velho, mas também como o deus da doença, muito temido
nos cultos. Ele é considerado o médico dos pobres
e atende as pestes em geral. Segundo sua historia, ele teria
sido criado por Iemanja numa gruta, pois sua mãe Nanã
o havia abandonado por ter muitas feridas pelo corpo.
Omulu é conhecido ainda como rei das terras santas e
dos cemitérios. Insatisfação é a principal
característica dos filhos deste Orixá. Mesmo que sua
vida corra na mais perfeita tranquilidade, eles nunca
estão satisfeitos. Podem atingir o ponto mais alto da
sua profissão, porém podem deixar ir por água abaixo
tudo o que foi planejado durante anos. Nos
relacionamentos pessoais, são difícies de se lidar e
procuram ter uma vida independente dos outros.

Dia da Semana: Segunda-feira
Saudação: Atotô, meu pai, Atotô!
Cores: Branco, preto e vermelho
Símbolo: Xaxará ou Íleo, lança de madeira
Alimento Principal: Pipoca

Foi o primeiro filho de Oxalá e é considerado um
dos mais velhos dos Orixás. Iroko está associado
a uma árvore que possui suas próprias características:
determinação e inflexibilidade. Existe uma lenda
que conta que Iroko foi a única árvore que teria
sobrevivido no planeta, devastado por uma seca que ocorreu
por causa de uma briga entre o Ceú e a Terra. Por
ser muito grande, suas raízes são bem enterradas
no solo, dando estabilidade. Sua copa se encontra nas
alturas do ceú. No Brasil, a árvore de Iroko é
a gameleira branca. Os filhos deste Orixá procuram
ser estáveis em todas as situações. No
trabalho, são dedicados e por isso conseguem impor
muito respeito. Mas no relacionamento pessoal, algumas vezes
acabam se metendo em situações constrangedoras,
pois acreditam apenas em si próprio e não dão
oportunidade dos outros opinarem.

Dia da Semana: Terça-feira
Saudação: Iroko i só!
Cores: Branco e cinza
Símbolo: Gameleira branca ( Figueira )
Alimento Principal: Farofa de mel com pepino

Iansã é a Deusa dos ventos e das tempestades, este
Orixá oferece muito otimismo e ainda auxilio nas
grandes paixões. Possui um espírito aventureiro
como nenhum outro e ama a liberdade acima de
qualquer coisa. É alegre e esta sempre de bem com
a vida. Considerada a mãe da ventania e dos
trovões, Iansã impressiona pela sua
independência. Quando os orixás se apresentam nas
cerimônias, a primeira entidade feminina a
surgir é Iansã. Sua imagem está ligada à uma
mulher guerreira, que defende tudo com unhas e
dentes, mas o amor e a alegria que ela espalha em todos
os momentos são também grande características
sua. A rainha dos ventos, dos raios e das tempestades tem
um temperamento apaixonado, dominador e corajoso. Essa sua
força pode ser mal-interpretada e passa a imgem
de autoritarismo. Seus filhos podem se mostrar
pessoas mal-humoradas e extremamente geniosas.
São capazes de mudar suas vidas em nome de um
grande amor ou de um ideal. Extrovertidas e
leais, elas geralmente nao consegume esconder suas alegrias
e tristezas.

Dia da Semana: Quarta-feira
Saudação: Epahei!
Cores: Marrom-abermelhado
Símbolo: Chifre de búfalo, Alfanje, Adaga, Eruesin (confeccionado com pelos de rabo de cavalo)
Alimento Principal: Acarajé

Elá é considerada a mãe da maioria dos Orixás
e, por causa disso, está sempre procurando dar
ajuda que eles necessitam. Sensível e sensual,
é capaz de comprender o mal que aflige o coração
das pessoas, dando-lhes o conforto de que
necessitam. Este é um Orixá feminino mais
conhecido no Brasil, principalmente por causa
das festas que são realizadas na passagem do
ano em várias cidades do litoral do País. A
rainha do mar é também considerada a protetora
da maternidade. Algumas lendas contam que
Iemanjá teria gerado pelo menos 15 Orixás. Seus
filhos são considerados bastantes gentis e
leais, porém sua personalidade pode mudar de uma
hora para outra. São ainda vaidosos, ambiciosos
e adoram o luxo. Com os amigos geralmente são capazes
de qualquer sacrifício em nome da amizade, mais
podem mudar de idéia caso sejam traídos.
Como o espírito maternal está sempre presente
nos filhos de Iemanjá, na vida a dois eles procuram
dominar o relacionamento amoroso.

Dia da Semana: Sábado
Saudação: Odoiá.
Cores: Azul claro
Símbolo: Abebê ( espelho )
Alimento Principal: Manjar

Oxum é a Deusa dos lagos, rios e cachoeiras.
Assim como ela suas filhas são amorosas,
românticas e muito apegadas à família e ao
lar. E como detestam brigas, fazem de tudo
para viver na mais perfeita harmonia. Oxum
também pode ser invocada para todos os
assuntos que estejam relacionados à
maternidade. A protetora das águas doces está
fortemente relacionada à sensualidade, pois é
considerada a deusa da beleza. Bastante vaidosa, adora
ficar se cuidando, se adimirando no espelho. Mesmo que
às vezes tenha que usar da falsidade ou da
esperteza, este Orixá não mede esforços para
conseguir o que deseja. No Brasil, sua imagem
esta relacionada ao ouro, o metal mais
precioso que temos. Por ser também
considerada a deusa das artes, do dinheiro e da riqueza,
Oxum está associada ao luxo e requinte. Muito
sentimentais, seus filhos emocionam por qualquer motivo.
Na vida profissional, procuram sempre
estabilidade financeira para ter tudo o que a
vida pode oferecer de bom. Nas relações
pessoais prezam demais a verdade e a lealdade
que colocam acima de qualquer coisa na vida.

Dia da Semana: Sabado
Saudação: Ora Iêiêo!
Cores: Dourado
Símbolo: Abebê ( espelho )
Alimento Principal: Omolocum ( feito com feijao fradinho e ovos )

É um dos Orixás mais elegantes, sofisticados
e tem uma vida bastante social. Logum Edê
combina a vaidade e a beleza com muito
luxo. Ele é considerado o príncipe de
Ijexá, terras dos Orixás, e também é
conhecido por seu estado andrógino, às
vezes homem outras mulher. Logum Edê vive
seis meses na terra, alimentando-se de
caças e outros seis meses na água,
alimentando-se de peixes. Os filhos deste
Orixá procuram sempre a estabilidade
financeira, pois assim conseguem realiazar todos seus
desejos de consumo. Extrovertidos e elegantes, adoram
fazer e receber elogios e sempre estão cercados
de muitos amigos. Como possuem um gênio um
tanto imprevisível, não gostam de ser
incomodados, muito menos criticados. Mas
têm como características marcantes a
sinceridade, a simpatia e a vaidade.

Dia da Semana: Quinta-feira
Saudação: Lóci Lóci Logum! Lóci Logum!
Cores: Azul turqueza e Dourado
Símbolo: Abebe (espelho ) e Arco e flexa
Alimento Principal: Axoxo (milho cozido) e Omolocum (feijao fradinho temperado com ovos)

A Deusa mais velha entre todos os Orixás.
Sua atitude costuma ser severa, mas é
determinada naquilo que se propõe a
fazer. Também costuma agir sempre com
rigor na hora de tomar decisões. Este
Orixá oferece segurança e jamais aceita
uma traição. Conforme a tradição
afro-brasileira, Nanã além de ser a mais
antiga das divindades, foi também a
primeira esposa de Oxalá. A mais velha
deusa da água está associada às pessoas
idosas, à maternidade e seu elemento
principal é a lama, o lodo dos rios e dos
mares. Como possui um temperamento rígido
e não tolera desobediência, é capaz de
castigar com a intenção de educar. Nas
cerimônias da umbanda é conhecida como
vovó. As pessoas consideras filhas de
Nanã são geralmente calmas, sérias e
introvertidas. Seguras e equilibradas em
tudo o que fazem, gostam de ajudar as pessoas,
agindo com gentileza e muita dignidade. Quando precisam
desenvolver algum trabalho, mesmo que exija
rapidez, sabem usar da paciência como se
tivessem todo o tempo do mundo para sua
execução.

Dia da Semana: Terça-feira
Saudação: Salubá Nanã!
Cores: Azul escuro, branco ou lilás.
Símbolo: Ibiri
Alimento Principal: Repolho roxo cozido e pipoca

Conta a lenda que Obá era intensamente
apaixonada por Xangô e que ela era
capaz de qualquer sacrifício para
conquistar seu amado. Tanto que cortou
uma das orelhas, incentivada por Oxun, e
preparou um prato especial para agradar Xangô.
Este, indignado com sua atitude, revolta-se com
as duas e muito assustadas, elas se transformam
em dois rios que levam os seus nomes. Embora
um tanto ingênuos, os filhos de Obá
procuram não se envolver muito com as
pessoas com medo de se decepcionar. São
extremamente preoculpados com a
familia e com seus filhos e às vezes se
mostram um pouco antipáticos. Mesmo
sendo capazes de qualquer sacrifício
pela pessoa amada, são ciumentos e possessivos
e adoram se sentir protegidos pelo seu par.

Dia da Semana: Quarta-feira
Saudação: Obá Xirê!
Cores: Vermelho
Símbolo: Espada (idà) e um arco e flecha (ofá)
Alimento Principal: Moranga

Pouco conhecida no Brasil, este Deus
feminino é considerado misterioso e o
protetor dos menos favorecidos.
Conta a lenda que ela vivia presa num
castelo, aonde nenhum homem podia seduzi-la.
Porém, Xangô teria invadido o local
e conquistado Ewá, mas tudo isso aconteceu
como prova de uma aposta. Arrependida por ter
amado Xangô, ela teria pedido que a mandassem
para um lugar distante, aonde nenhum
homem pudesse seduzi-la novamente.
Assim, foi abandonada num cemitério,
envelheceu e morreu virgem.
Descontrolados e movidos pelo primeiro impulso,
os filhos de Ewá são rebeldes,
desobedientes, mas adoram a vida. Fantasiar
a realidade é uma de seus características,
porém não gostam de mentiras.
Como possuem um encanto diferente e próprio,
são capazes de seduzir qualquer pessoa.

Dia da Semana: Terça-feira
Saudação: Rinrô Ewá!!
Cores: Vermelho e amarelo
Símbolo: Ofá dourado, lança ou arpão
Alimento Principal: batata doce

Ibejis são Orixás gêmeos que oferecem aos seus protegidos a garantia de boa
fortuna, felicidade com a família e
também com os filhos. Ibejis são os
protetores das crianças e por isso
adoram brincar. Mas, além de proteger
as crianças, os gêmeos Ibejis enviam
fortes energias para tudo o que é
novo. Muito cultuados no Brasil, eles
não são entidades infantis ligadas
aos Orixás, mais sim Orixás crianças.
Suas caracteristícas são as mesmas
dos adultos antes de atingir a
maturidade. Por serem gêmeos, os ibejis
mostram os dois lados da moeda, ou seja, o negativo
, o certo e o errado, o falso e o verdadeiro,
etc. Muito brincalhões, estes orixás
protegem tudo o que esta iniciando, como as
nascentes dos rios, o nascimento dos
seres humanos e as plantas que
brotam. Seus filhos são
bem-humorados, ao mesmo tempo que mostram pessoas
inconsequentes e irresponsáveis, típicas
de crianças e jovens. Nos relacionamentos
demonstram muita dependência e insegurança,
como as crianças que precisam de suas
mães.

Dia da Semana: Domingo
Saudação: Bejé Eró!
Cores: Todas
Símbolo:
Alimento Principal: Doces

Para
muitos, os Orixás podem parecer enigmas. Voce pensa que eles
estão envoltos em mistérios e só os grandes Babalorixás podem
desvendar seus segredo? Nada disso. Eles são forças da
natureza, aliados das pessoas com fantásticos poderes para
trazer proteção. Na verdade, os Orixás são do bem. E os
verdadeiros Babalorixás são aqueles que se dedicam ao proxímo e
usam dessas Divindades para cumprir uma missão cármica:
Auxíliar as pessoas.

FONTE:

http://www.paiogun.com/orixas.htm

About these ads

Etiquetas:

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s


Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

%d bloggers like this: